19 de jun de 2013

formatos de Imagem- JPEG, PNG, GIF, BMP, WebP

imagem,formato de imagem
Existem hoje em dia vários formatos de imagem, cada um com suas características. Na Internet muitos formatos são bem populares, como  o  JPEGPNG E GIF, e outros, não tão conhecidos, como é o caso do  BMP, SVG, TIFFRAW e WebP . Um problema muito comum  é que muitas vezes não sabemos decidir qual a melhor opção na hora  editar, armazenar ou converter uma imagem, o que torna muitas vezes um trabalho insatisfatório.
Falaremos sobre esses formatos de imagem para que você fique mais esclarecido sobre o assunto e possa tomar a melhor decisão quando optar por usar determinado formato de imagem.

Formatos de Imagem

Veja os mais conhecidos formatos de imagem e outros bem interessantes que você deveria conhecer:

GIF: (Graphics  Intchange  Format) Esse formato é muito conhecido na Internet e é muito utilizado para 


criar imagens animadas. É um formato de 8  bits, ou seja, as imagens com essa extensão possuem 256  cores, o que o torna inapropriado  para conversão de fotos, pois a limitação de cores   causa  grande perda de qualidade podendo distorcer as imagens. Embora  reduza  bastante o tamanho  dos  arquivos, este formato é bem aceito em JAVA e HTML, sendo utilizado com mais frequência no envio de emails e criação de desenhos, botões e gráficos onde onde são usadas poucas cores ( torna os arquivos mais leves). Uma coisa interessante do gif é que mesmo sendo comprimido (enzipado) por várias vezes não há perda de qualidade.

JPG ou JPEG: (Joint Pictures Expert Group) Talvez seja o formato mais conhecido atualmente na Internet. Quando se fala em imagem a maioria das pessoas pensam nesse formato devido ao uso de câmeras digitais e celulares que utilizam esse formato. Com o JPEG é possível definir a taxa de compressão dos dados de uma imagem ( diminuição da imagem), porém , quanto maior a compactação do arquivo, menor será a qualidade da imagem. Ele trabalha com 17,8 milhões de cores ( 24 bits).

PNG:Portable Network Graphics) Esse formato surgiu em 1996 e foi criado especialmente para a Internet e tentativa de substituição do GIF. É um ótimo arquivo para imagens, pois conta com compressão sem perda de qualidade e suporta milhões de cores, além de ter características de fundo transparente e ser usado para animação.

Bitmap: Também conhecido como BMP é um dos mais antigos formatos e surgiu junto com o Windows ( sistema Operacional). Esse sistema não utiliza compressão, ou seja, pode ter arquivos muito grandes, mas como é de baixa qualidade, geralmente é usado em tamanho menor para facilitar sua visualização. Não utiliza fundo transparente e pode ter tanto a extensão .dib ( Device Independent Bitmap), quanto BMP ( padrão do Windows).

SVG:  (Scalable Vector Graphics) Formato de arquivo para imagens vetoriais. A grande vantagem é que as imagens nesse formato podem ser reduzidas ou ampliadas e não perdem a qualidade, pois  o SVG não é baseado em pixeis ( pontinhos que formam as imagens) como os formatos que falamos anteriormente, o que o torna também, uma excelente opção para se trabalhar com figuras estáticas ou imagens animadas. É um formato aberto que surgiu em 2001 e foi criado pela W3C. Tem suporte a transparência e utiliza as extensões .svg ou .svgz. Utiliza a linguagem XML para descrever como o arquivo deve ser.

TIFF ou TIF: (Tagged Image File Format) É muito utilizado por profissionais de imagens como designers gráficos para finalidade de edição e digitalização (Scanner, fax, entre outros). Tem uma excelente qualidade de imagem e uma extensa quantidade de cores o que o torna uma ótima alternativa para conversão e compressão de arquivos, pois não terão perda de qualidade. Porém, um ponto negativo é que será ocupado maior espaço de armazenamento (em bits). Com ele é possível importar/exportar imagens entre programas e plataformas diferentes ( MACS e PCs) o que é de ajuda para muitas pessoas que utilizam sistema Mac OS. Foi criado em 1986 pela companhia Aldus, que, mais tarde, fora adquirida pela Adobe.

RAW: ( "cru" em inglês) É um formato"puro", ou seja, guarda a imagem da forma que ela foi tirada sem efeitos ou ajustes, permitindo que quem for editá-la utilize sua criatividade e deixe a foto do jeito que quiser. Tem uma alta qualidade de imagem e uma extensa quantidade de cores o que o torna também uma boa alternativa para converter e comprimir arquivos, sabendo-se porém que há uma pequena perda de qualidade mas que não influencia no resultado final.

WebP: É um formato pouco conhecido. Foi criado pelo Google em 2010 para reduzir os gastos com armazenamento e processamento e  diminuir a quantidade de dados trafegados, ou seja, acelerar o carregamento das páginas na Internet; Pois uma pesquisa feita pela empresa mostrou que 65% dos dados que circulam na Internet são imagens e 90% dessas imagens estão no formato JPEG, então a ideia foi criar um formato que mesmo que o arquivo tenha um tamanho pequeno, haveria uma menor perda de qualidade depois da compressão. Um grande problema para que esse formato seja mais conhecido e utilizado é que o JPG esta muito difundido na Web o que torna sua substituição uma tarefa bem difícil. Se quiser saber mais sobre esse formato veja o site do Google Developers- WebP .

4 comentários:

  1. Esse assunto é muito útil para quem trabalha com imagens, pode até parecer fácil mas tem muita gente que não sabe diferenciar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei da importância desse conteúdo, por isso coloquei aqui no blog, obrigado pelo comentário, grande abraço!

      Excluir
  2. Legal! tinha um pouco de dúvida sobre qual era o melhor formato para colocar minhas imagens do blogger, ajudou bastante , parabéns pelo artigo Thomas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Jefferson Lima estamos sempre a disposição, grande abraço!

      Excluir

REGRAS PARA POSTAR COMENTÁRIOS:

- Só serão publicados comentários que tenham relação com o assunto.
- Não serão publicados comentários ofensivos ou que contenham conteúdo pornográfico ou desrespeitoso.
- Não coloque links nos comentários; Use a opção Nome/URL em “comentar como”.